Vazamento Golfo do México

Bom, pelo o que vi nos noticiários o vazamento foi contido, mas não podemos deixar de fazer os seguintes questionamentos…….

porque será que demoraram tanto para jogar lama e cimento dentro do poço, sendo que desde a primeira semana de vazamento eles estão comentando sobre essa estratégia???

A resposta esta nessa seguinte afirmação…

estadao.com.br – 06/08/2010

A petrolífera British Petroleum (BP) disse que poderá algum dia voltar a perfurar e extrair petróleo no lucrativo poço submarino que vazou milhões de barris de petróleo no Golfo do México, destruiu a vida marinha da região afetada e sujou praias.

“Existe muito petróleo e gás natural lá”, disse o chefe de operações da empresa, Doug Suttles. “Nós vamos ter que pensar o que fazer com isso em alguma hora”. Acredita-se que o reservatório abaixo do poço que vazou ainda possua petróleo avaliado em US$ 4 bilhões. Com a BP e seus parceiros enfrentando pagamentos de indenizações no valor de dezenas de bilhões de dólares, o incentivo para voltar a explorar as reservas poderá crescer.

eles ainda tem coragem de afirmar que 75% do petroleo já foi dispersado, eliminado, queimado, etc…. sendo que em vazamentos como esses a maioria do petróleo permanece nas profundezas e claroooo que foi muito fácil para todos que foram visitar e analisar a situação perceberam que de 75% a 50% do vazamento permanece no mar

é realmente fica difícil acreditar em uma empresa que teve a coragem de afirmar no início que a quantidade de vazamento era de 5000 barris de litros por dia, sendo que as últimas informações que foram publicadas é que o vazamento poderia chegar a 100 mil barris de petróleo por dia…

600 espécies estão ameaçadas

Saldo final do vazamento

de petróleo no Golfo do México

4,9 milhões de barris,

ou seja,

780 milhões de litros

ou mais néh… vai saber??

seria bom se fosse chocolate...

Sinceramente eu não acredito em mais nada e para melhorar a situação a querida British  Petroleum que vai fazer a exploração no valioso tesouro subterrâneo brasileiro -> Pré Sal, que como o Lula afirmou -> os riscos de ocorrer um vazamento é próximo do zero… pois é, será que podemos acreditar também?
se fosse verdade com toda certeza o Pré sal não estaria na nona posição entre os projetos com maior risco de vazamento em explorações no mar… Abaixo um trecho do artigo publicado no folha.com no dia 22/07/2010

De acordo com relatório da GRFA (Aliança Global de Combustíveis Renováveis, da sigla em inglês) divulgado no mês passado, a camada de sal que a empresa precisa transpassar até chegar aos reservatórios tem o aspecto de uma lama e, por isso, os especialistas vinham até então evitando atravessar tais formações.

O documento diz que “cientistas e geólogos não estão cientes de onde estão se metendo”.

Conheça o ranking e o que diz o relatório da GRFA

  1. – Estados Unidos – Golfo do México – “O atual vazamento marcará um dos maiores desastres da indústria do petróleo. Estimativas apontam gastos de US$ 1,43 bilhão para limpeza. Atualmente há 800 plataformas na região”
  2. – Austrália – Margaret River (Sudoeste da costa) – “A exploração recentemente aprovada na costa de Margaret River é na região onde foi demarcada para a criação de um santuário marinho”.
  3. – Estados Unidos – Refúgio Nacional da Vida Selvagem no Ártico – “O refúgio é a maior área protegida da vida selvagem nos EUA. Não há plano adequado para atender um acidente no Oceano Ártico”.
  4. – Canadá – Bacia Orphan, (costa Oeste) – “Exploração está avançando para o poço exploratório mais profundo das águas canadenses. Exploração em águas profundas é considerada uma prática de risco”
  5. – Austrália – Montara (Costa Nordeste) – “Em sequência a uma explosão em uma plataforma em 2009, o vazamento foi sentido por semanas, fazendo um dos piores desastres da Austrália. O poço não tinha sistema de prevenção de explosão no fundo do mar”
  6. – Mar do Norte – Costa Oeste das Ilhas Shetland (Escócia) – “Empresas continuam perfurando em água ultra-profunda em condições extremas. Empresa contratada para inspecionar a segurança nas plataformas da BP no Mar do Norte levou preocupação às autoridades locais”
  7. – Nigéria – Delta do Níger – Operações na região derramaram tanto óleo desde 1969 quanto o Exxon Valdez no acidente de 1989. Os vazamentos prejudicaram os peixes e a agricultura local”
  8. – Rússia – Mar de Okhotsk (Pacífico) – “O mar de Okhotsk é sujeito a condições climáticas extremas. Durante o período de congelamento, as ondas atingem 19 metros. Um vazamento seria impossível de ser contido”
  9. – Brasil – Bacia de Santos – “O campo de Tupi, na costa do Rio de Janeiro, está abaixo de uma camada de sal de 6.500 pés. Segundo cientistas perfurar através do sal vai criar riscos significantes”
  10. – Estados Unidos – Norte do Alaska – “Aumento no degelo na região abriu-a para exploração. Responder a um vazamento nesse ambiente extremo seria virtualmente impossível”.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: